Pedale em Moema antes que a ciclofaixa acabe

Clique em Read More para ler mais…

Uma ação judicial deve ser apresentada para forçar a CET a acabar com a ciclofaixa implantada há menos de uma semana, em Moema, zona sul de São Paulo. São comerciantes e moradores que compartilham da ideia de que o melhor para uma cidade é o carro, e iniciaram coleta de assinatura pedindo o fim da faixa exclusiva de bicicletas. Entendem que o trânsito ficará mais complicado, os amigos e parentes não terão onde estacionar e os clientes vão comprar em outra freguesia. Ganhou destaque a afirmação de uma comerciante assustada com a possibilidade de perder consumidoras, senhoras milionárias que não conseguirão pedalar de salto alto. Conseguem se quiserem, mas não precisam, pois podem estacionar seus carros um quarteirão ao lado e caminhar até a loja como fazem nos shopping centers, por exemplo.

Os ciclistas contra-atacaram e abriram petição pública com o objetivo de mostrar o apoio da população à ciclofaixa de Moema, além disso vão colocar suas roupas mais bacanas e seus sapatos de salto alto e promover uma bicicletada chic, batizada “Milionárias de Bike”, no dia 19 de novembro, sábado, a partir da uma da tarde (atenção para a data, pois o evento foi adiado). Querem mostrar que a bicicleta não afasta, agrega. Não congestiona, faz fluir. Não desvaloriza, ao contrário, pois Moema pode se transformar em referência para todas as cidades brasileiras como “um bairro alinhado com a mobilidade urbana em favor de pessoas”, como ocorre com Londres, Paris e Nova Iorque.

A CET, responsável pela implantação da ciclofaixa em São Paulo, anota tudo que ouve e vê, conversa com as pessoas que passam por lá, coloca no papel, cruza dados e pretende em duas semanas ter suas conclusões tiradas. Conversei com a gerente de planejamento da Companhia Daphne Savoy que aparentou estar convencida do sucesso da faixa exclusiva para bicicletas, apesar da polêmica. “Foi uma conquista de todos” disse em fala que causou orgulho a cicloativistas que acompanharam a entrevista. Pode haver adaptação em algumas esquinas e no calçamento, mas, principalmente, nas vagas de Zona Azul, onde carros estacionam do lado esquerdo das vias junto às ciclofaixas causando confusão pela falta de costume.

Em meio a críticas, sugestões e abaixo-assinados, prefiro não arriscar. Recentemente, a prefeitura de São Paulo anunciou o fim do projeto que de implantação de motofaixas e a possibilidade de acabar com as duas existentes, a mais recente na rua Vergueiro, em 2010. Falou em aumento no número de acidentes, o que é surpreendente para mim que sempre soube da drástica redução de mortes na faixa exclusiva da avenida Sumaré, na zona oeste. Dizer que são projetos pilotos e, por isso, é natural que se faça a revisão é mais chocante ainda quando sabemos que a faixa de motos na Sumaré foi criada há cinco anos. Haja testes.

Por isso e por acreditar na força reacionária que ainda impera em alguns setores da sociedade paulista – outras cidades brasileiras não são diferentes – peço licença a meus amigos ciclistas para deixar uma sugestão. Antes mesmo de assinar a petição ou colocar o salto alto, ocupem a ciclofaixa de Moema. Tomem todos os espaços possíveis. Provem o quanto esta pode ser útil para a cidade e o cidadão. Vamos entupir os 3,3 quilômetros de asfalto pintado de vermelho o mais rapidamente possível acabando com o argumento de que a faixa é para privilegiados. Incentivem a CET a estender o programa para outras ruas de Moema e outras regiões da cidade. É preciso escancarar o que os números já mostram: a bicicleta é uma necessidade, no ambiente urbano. Das 380 mil viagens feitas por ciclistas dentro de São Paulo, 70% vão trabalhar e 16% seguem para a escola, fazem compras ou visitam médico, dentista e cabeleireiro.

Pedale em Moema antes que a ciclofaixa acabe.

Fonte: coluna ADOTE SÃO PAULO – EPOCASAOPAULO.GLOBO.COM, 10/11/2011

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s